Monday, May 27, 2024
InícioNoticiais em destaqueTunisianos enfrentarão em breve uma escassez de ouro azul?

Tunisianos enfrentarão em breve uma escassez de ouro azul?

© Damien Glez

Efeito visível do aquecimento global ou epifenômeno temporário? As trinta barragens da Tunísia já viram esvaziar, este ano, pelo menos 70% da sua capacidade. Alguns… 100%. Em causa, a seca que desde o inverno preocupa os países das duas margens do Mediterrâneo.

Na Tunísia, chegou a hora das restrições, em duas etapas. Em 31 de março, considerando que o risco de escassez de água era iminente, as autoridades decidiram interromper o abastecimento público entre 20 horas e 3 horas da manhã, e isso até setembro, quando os reservatórios de água devem estar melhores. Uma decisão mal recebida, enquanto o mês do Ramadã ainda estava em pleno andamento.

Forçada a adaptar-se à conjuntura económica, a Empresa Nacional de Aproveitamento e Distribuição de Água (Sonede) tenta racionar o precioso líquido, sugerindo a redução dos consumos ligados a atividades seguidas de baixa prioridade, como lavar carros, respeitar espaços verdes dentro da cidade ,limpando vias públicas, enchendo piscinas ou irrigando fora da capital.

Incapaz de controlar?

Todos estão tentando evitar as restrições da melhor maneira possível, preenchendo todos os tipos de reservas, em particular baldes simples que devem fazer a fortuna dos vendedores. A consequência é, paralelamente aos cortes noturnos, um aumento excepcional do consumo durante o dia. Os especialistas em ciências da água, portanto, pedem a suplementação O sistema de conscientização, definindo uma quantidade de armazenamento autorizado. Resta saber controlar, na privacidade de cada casa, os recipientes acumulados debaixo do lavatório ou lavatório…

Alguns procuram o “ouro azul” fora dos circuitos de distribuição da Sonede. Boa ideia, quando se trata de recolocar a água da chuva que, sem ela, se dispersaria nos meandros das vielas. Uma fachada de dois gumes quando se trata de cavar um poço pessoal que, no final, contribui ainda mais para o esgotamento das águas subterrâneas.

Apoiados por ativistas, os usuários de lambda, por sua vez, trabalharam na lista negra de grandes consumidores, como industriais e industriais. Os especialistas, inclusive, sugerem uma reflexão coletiva para uma otimização do consumo de água nesses setores. Os mais pessimistas têm apenas de esquadrinhar as nuvens, à medida que se aproxima o mês de maio, que tradicionalmente vê as chuvas escassearem no norte de Tunísia…

RELATED ARTICLES

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Most Popular

Recent Comments